Aumentar fonte
Diminuir fonte
Preto e branco
Inverter cores
Destacar links

 "O esporte é a ferramenta de inserção social mais eficaz, pois o resultado é imediato e as transformações são surpreendentes"

Nada se compara ao simples prazer de andar de bicicleta

“Nada se compara com ...”

... o ciclismo, quando queremos entender a existência humana através de um esporte. Aqui traçamos um paralelo entre o nosso ciclismo e a vida profissional em geral.
Como nenhum outro, o ciclismo é um esporte individual disputado por equipes. Apenas um vence, mas sempre como apoio dedicado de fiéis gregários anônimos. 
Na vida também é assim: na sociedade, sempre há uma figura que se destaca, tem maior prestígio e que ganha mais. Mas este está sempre cercado de profissionais que o ajudam e garantem o seu sucesso individual e, portanto, o coletivo.
E não há equipe de ciclismo ou empresarial que vá para frente de forma sustentável, se não houver harmonia e respeito entre líder e liderados. A valorização de quem faz o trabalho duro, com pouca visibilidade, é fundamental para sua motivação e para garantir seu altruísmo.
Apesar da competição ser menos evidente do que numa corrida de bicicletas, na atividade profissional também estamos competindo o tempo todo. Empresas competem entre si pelos clientes e para ganhar projetos. Também competem para contratar os melhores profissionais e para atrair investidores.
Já os profissionais também competem entre si, pois procuram estar mais capacitados para que tenham maior empregabilidade e remuneração mais elevada.
No esporte como na vida, sempre devemos buscar resultados! Perder faz parte do ciclismo e do nosso dia-a-dia, mas contentar-se com isso jamais. A busca pelo máximo desempenho, dentro das nossas limitações, deve ser constante. É isso ou viver frustrado, em cima da bicicleta ou fora dela.
E a neurose saudável com que o ciclista lida com o seu treinamento, nutrição, vestimenta, bicicleta, tecnologia, entendimento dos percursos e dos rivais, deve ser equivalente no trato das nossas carreiras ou negócios. 
Não existe ciclista campeão sem determinação! E isso vale para a sua carreira e para o seu negócio. A escolha é sempre nossa: dedicação total ou emprego em risco, perda de clientes e prejuízo. E sobrar de roda nas corridas!
Concluindo, as similaridades são imensas e em todos os campos. Na corrida da vida, assim como na de bicicletas, trabalhar em equipe e ser absolutamente profissional são fundamentais para o sucesso!
Bom pedal e seja feliz!

Por Fernando Blanco